”Em verdade, Ele tomou sobre si nossas enfermidades, e carregou os nossos sofrimentos” (Is 53, 5) Tais palavras do profeta Isaías, prenunciadoras do dos atos salvíficos de Nosso Senhor Jesus Cristo, cumpriram-se ao “pé da letra” com o advento do Messias, conforme afirmou o evangelista São Mateus (8, 16-17):
“Pela tarde, apresentaram-lhe muitos possessos de demônios. Com uma palavra expulsou Ele os espíritos e curou todos os enfermos. Assim se cumpriu a predição do profeta Isaías: Tomou as nossas enfermidades e sobrecarregou-se dos nossos males”.

Ao instituir o sacerdócio da Nova Aliança o Divino Mestre confiou a seus ministros o poder de distribuir os sacramentos aos homens a fim de lhes dar força sobrenatural para auxiliá-los e santificá-los com vistas a se salvarem.

Com efeito, nos ensina a doutrina católica ser o sacerdote mediador entre Deus e os homens. Sendo outro Cristo, o ministro sagrado distribui os dons divinos aos homens e recolhe as preces e súplicas destes e as apresenta à Majestade Divina.

Cientes desta verdade os sacerdotes Arautos distribuem quotidianamente aos fiéis de nossa Paróquia a graça de Deus através dos sacramentos. Desta forma continuam a missão salvífica de Nosso Senhor, tomando sobre si nossas enfermidades e confortando aos mais necessitados.

Na Revista Arautos do mês de agosto há um belo artigo onde você poderá contemplar os belos Testemunhos deste apostolado realizado em nossa Paróquia há oito anos.

Leia este artigo clicando aqui